Para a sua edição de abril, a revista “PAPER” elegeu as 70 pessoas mais belas de 2015, e Zendaya, é claro, não ficou de fora. A atriz e cantora aparece na lista como uma das pessoas mais belas no ramo da música em 2015.

Além de ser eleita, Zendaya realizou um ensaio fotográfico para a revista e também concedeu uma entrevista onde fala sobre sua nova série no Disney Channel, K.C. Undercover, seu novo álbum, No Ritmo e moda.

ENSAIO FOTOGRÁFICO 

ENTREVISTA
PAPER está orgulhosa por apresentar uma conversa com Zendaya — cantora, estrela da série K.C. Undercover da Disney e membro da Beautiful People Class of 2015. Leia sobre ela comandar a American Dream (tema de nossa edição de abril), e conheça a colega Zendaya aqui.

PAPER: Parabéns pela nova série, K.C. Undercover. É uma grande oportunidadde para você — você está estrelando a série, obviamente, e já fez bastante coisas neste ano. Conte-me um pouco sobre ela [a série].

Zendaya: Bem… é bom para mim porque eu não apenas atuo e fico na frente da câmera; eu tenho que ficar por trás da câmera e produzir, é tipo um novo chapéu que eu estou usando. Eu sempre quis fazer isso e eu sempre prestei atenção no que acontece nos bastidores, mas agora eu tenho um respeito maior sobre o que é criar uma produção

Praticamente qualquer tipo de decisão que está sendo feita, eles costumam falar comigo sobre isso primeiro – seja sobre mudanças no roteiro, figurinos, cenários, design ou qualquer outra coisa. Eu gosto de estar envolvida o máximo possível.

PAPER: Voce também está trabalhando em seu novo álbum ou você precisa dar uma pausa enquanto grava a série?

Zendaya: Não. Eu estou trabalhando nele. Eu costumo trabalhar nele nos finais de semana.

PAPER: Você pode nos contar algo sobre ele?

Zendaya: Bem… Não há um título ainda, mas honestamente eu estou apenas tentando fazer uma boa música que eu goste e que eu ache que é um passo à frente da última vez.

PAPER: Como?

Zendaya: Eu estou levando mais tempo, acima de tudo. Então, eu acho que poder sentar e levar um tempo e não ter medo de apenas esperar e ter tudo que você precisa e fazer as conexões certas, fazer as parcerias certas e fazer as músicas certas — eu acho que isso já é começar em uma direção melhor.

É menos pop e mais R&B e urban rhythmic com uma pegada de pop, ao invés do contrário.

PAPER: Eu quero falar um pouco como você originalmente entrou para o [mercado] business. Eu sei que você é de Oakland e você começou atuando bem jovem e sua mãe trabalhava com uma companhia de teatro. Certo?

Zendaya: Sim. Minha mãe trabalhava na California Shakespeare Theater; ela começou à trabalhar lá quando eu tinha tipo uns dois [anos]. Então, foi tipo de onde eu peguei toda a paixão pela atuação – acabei sendo mergulhada no mundo real do teatro.

PAPER: Quando você e sua família tomaram a decisão de você vir para Los Angeles e começar a fazer audições para filmes e papeis para a TV em vez de ficar em casa em Oakland e fazer teatro e produções escolares?

Zendaya: Isso meio que começou comigo e meu pai indo e vindo de Oakland para L.A. várias vezes na semana enquanto eu ainda estava na escola. Ele terminou o seu trabalho como professor de educação física, daí ele pôde me ajudar à conseguir o meu trabalho no mercado do entretenimento. Eu queria ser ser cantora, eu queria ser dançarina, eu queria fazer tudo, entende? – mas não era bem assim – viajando para fazer audições. Mas nem sempre um retorno. Mas, felizmente o suficiente para mim. Eu acho que porque eu estava muito decidida do que eu queria e fui lá só para consegui-lo. Eu consegui o meu primeiro grande trabalho: No Ritmo.

PAPER: Quanto tempo você levou fazendo audições quando você foi escalada para a série?

Zendaya: Seis meses.

PAPER: E como foi saber que você tinha conseguido esse grande papel? Você lembra o que você estava pensando ou sentindo naquele momento?

Zendaya: Eu não sei. Eu acho que eu fiquei um pouco em choque, mas novamente, eu fui lá com a intenção de conseguir um programa ou estar em um programa ou algo assim. Então, eu sempre soube que isso iria acontecer. Não era uma questão de ‘se’, mas uma questão de ‘quando’.

PAPER: Quem eram alguns dos seus modelos no mundo do entretenimento?

Zendaya: No mundo do entretenimento, eu acho que definitivamente existem carreiras que eu admiro, tipo a da Beyoncé e Michael Jackson e coisas assim. Mas, assim como modelos – modelos para mim são tipo a minha irmã mais velha. Ela sempre está lá para me apoiar. Ela, de alguma forma, equilibra em ter uma família, trabalhar, todas essas loucuras e ainda tem tempo para ver se sua irmã mais nova está bem e sair comigo.

PAPER: Em algum momento você desejou que você pudesse usurfruir mais de uma vida típica de adolescente?

Zendaya: Honestamente, eu acho que não. Eu realmente nunca pensei desse jeito, porque eu sinto que eu talvez possa ter perdido por não ter ido ao baile, mas penso na grande porcentagem de crianças que não vão poder participar do Dancing With the Stars. Entende o que quero dizer? Então, no fim de tudo, eu estou bem com minhas decisões.

PAPER: Eu soube que você compareceu à Fashion Week e tem mostardo alguns estilos muito legais nos tapetes vermelho. Moda é algo que te interessa?

Zendaya: Eu acho que moda — ao contrário de algumas pessoas que acreditam em tendências, honestamente, eu acredito que é vestir qualquer coisa que voce queira, qualquer coisa em que você se sinta confortável. Eu acredito na confiança e apenas se vestir para si mesma. Então, eu realmente nunca me preocupei no que as pessoas pensam sobre como me visto. Se você sai de casa e sente-se bem, é isso o que importa. Eu acho que moda é isso: se expressar. Seja lá se você usa a [roupa] do momento, do designer mais caro ou você usar algo da Target ou algo que você fez, contanto que você goste.

PAPER: Existe alguma marca ou designers que você goste muito ou ache que o que eles estão fazendo agora é muito bom?

Zendaya: Eu amo Fausto Puglisi. Ele também é a cabeça da Ungaro e eu vesti um Ungaro no Grammy. Eu tive a chance de conhecê-lo e ele é uma pessoa maravilhosa. Então, issso foi muito bom para mim. Vivienne Westwood e tão divertida e os modelos que são bem diferentes — ela é uma lenda e eu amo trabalhar com eles. Quem mais? Eu amo DKNY — eu amo suas campanhas e como eles realmente celebram diferentes tipos de pessoas. É muito inspirado pela cultura urbana, a qual eu gosto.

PAPER: Última pergunta. Como, em um mundo ideal, você se vê transitando dos papeis adolescentes que são apropriados para você agora como uma jovem de 18 anos para uma carreira adulta? Como você vai abrangir a audiência adulta e sua fanbase de fãs da Disney, adolescentes e jovens adultos?

Você sabe, eu acho que há uma forma de equilibrar todos eles ao mesmo tempo. Eu acho que as pessoas realmente tem que fazer isso — se comprometer com os fãs jovens, que é muito importante, porque os fãs jovens, você tem que saber, são algumas vezes, os fãs mais forte que existem. Eles são os únicos que vão forçar suas mães a te apoiar. E muitas das crianças que cresceram me assistindo em “No Ritmo”, agora tem 17 [anos]. É estranho; me faz sentir velha. Existem aqueles grupos de pessoas, e assim que vou ficando mais velha e as pessoas me conhecem por diferentes coisas ou apenas me seguem no Instagram ou onde quer que seja, eu acho que a coisa mais importante é ter o equilíbro: para tudo que seja ousado e diferente e alo que uma pessoa de 25 anos queira fazer parte, mas também ao mesmo tempo, você não precise fechar os olhos quando uma criança de 7 anos estiver assistindo. Eu acho que é um equilíbrio muito difícil de uma pessoa encontrar, mas eu acho que é possível. Então, eu vou fazer isso.

WEBSTATUS

NOME: Zendaya Brasil
URL: zendaya.com.br
EQUIPE: João Almeida, Vinícius Falcão, Gabriel Roche, Maria Cristina,
NO AR DESDE: 16/03/2015
CONTATO: zendayabra@gmail.com

VÍDEO EM DESTAQUE


ZBR NO TWITTER



DISCLAIMER

O Zendaya Brasil é um fã site com intuito de trazer informalções aos fãs brasileiros sobre a atriz e cantora Zendaya. NÃO temos nenhum tipo de contato com a cantora, sua família, amigos e etc.